:: Colégio do Patrocínio

O colégio Nossa Senhora do Patrocínio foi a primeira Instituição de Educação Católica Feminina da Província de São Paulo. Dom Antonio Joaquim de Mello, Bispo de São Paulo, ituano, desejava ter um colégio para educação das famílias paulistas. Em 1858 mandou buscar em Chambéry, França, algumas Irmãs da Congregação de São José, para fundação do Colégio Nossa Senhora do Patrocínio. As seis primeiras Irmãs chegaram a São Paulo no dia 30 de julho de 1858. No dia 4 de outubro, após uma viagem penosíssima, num carro de boi, chegaram a Itu, sendo recebidas com grande entusiasmo pelo povo.

Em sua chegada, as Irmãs se instalaram temporariamente no prédio da Santa Casa da Misericórdia de Itu até que fossem concluídas as obras do colégio. Ali mesmo na Santa Casa receberam as primeiras alunas. No dia 13 de novembro de 1859,  foi inaugurado o tradicional

Colégio Nossa Senhora do Patrocínio contando inicialmente com 16 alunas, tendo como Superiora Madre Maria Teodora Voiron, que veio para substituir Madre Maria Basília, falecida a bordo, um pouco antes de chegar ao Brasil. O colégio foi construído para funcionar como internato feminino. Foi o começo de uma educação inovadora e logo a fama espalhou-se aumentando o fluxo de alunas que vinham de todos os lugares do Estado de São Paulo.
Era oferecida uma educação de qualidade para meninas que provinham de famílias ricas. A preocupação das Irmãs de São José com as

meninas negras escravas, levou-as a criar em 1860 uma classe para as filhas das escravas. Elas eram alfabetizadas e recebiam educação religiosa. Em 1863, foi criado o orfanato, voltado a educação de meninas carentes. O Colégio do Patrocínio tinha muito prestígio e devido a

excelente reputação recebeu visitas ilustres: em 1869, o príncipe de Joinville; em 1874, o Conde d' Eu e a princesa Isabel; em 1875, Dom Pedro II e a Imperatriz Teresa Cristina. No pátio interno do Patrocínio há uma frondosa mangueira plantada em 1860 por Irmã Angelina Achard, uma das primeiras Irmãs vindas da França. Em 1909, bodas de ouro do Colégio, uma linda estátua do Anjo da Guarda foi doada pelo Colégio São Luís. Nas bodas de diamante do Colégio, Madre Maria Teodora foi homenageada com condecoração "Chevalier de la Légion d' Honneur", pelo governo francês.

O ano de 1925 traz para o colégio uma grande perda: o falecimento de sua fundadora Madre Maria Teodora Voiron, exímia educadora que tanto trabalhou em prol da família brasileira. As Irmãs continuaram o trabalho até 1970. A partir desta data, as Irmãs de São José ampliaram sua ação pastoral dentro e fora do Patrocínio. Elas dedicam-se à catequese, a pastoral litúrgica

pastoral da saúde, pastoral da juventude e periferia da cidade. Desde 1977 funciona no Patrocínio o "Centro de Educação Madre Teodora", que acolhe cerca de 200 crianças carentes de 7 a 12 anos, dando-lhes sólida formação religiosa, reforço escolar, aulas de informática, artesanato, educação ambiental e recreação. Uma atenção especial é dada também às famílias dessas crianças. A obra hoje é coordenada pela Irmã Maria Carmelita Lupurini Sampaio, auxiliada por jovens monitores contratados pela SIPEB - Sociedade de Instrução Popular e Beneficência. Outras ati-

vidades se desenvolvem no Patrocínio: aulas de informática e capacitação profissional para jovens e oficina de costura para pessoas carentes. Diariamente o Patrocínio recebe, com alegria, as pessoas que vêm visitar o túmulo de Madre Maria Teodora localizado no interior da Igreja Nossa Senhora do Patrocínio.